Inteligência Artificial e o impacto no Poder Judiciário

No passado, o magistrado ansiava por acompanhar a rotina cartorária sem que tivesse de ir a todo momento consultar o chefe de cartório; idealizava, também, ler seus processos e acompanhar a movimentação sem ter de carregar quilos de folhas e volumes. Essas necessidades foram atendidas pela primeira geração de sistemas para o Judiciário, os Sistemas de Acompanhamento de Processos.

Leia mais em: https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/cadernos/jornal_da_lei/2019/07/693218-inteligencia-artificial-e-o-impacto-no-poder-judiciario.html

Deixe um comentário